domingo, 18 de dezembro de 2011

TORTA DE ABACAXI...DELÍCIA FÁCIL!


Continuo bebendo no livrinho de Andréa Libânio... “Receitas caseiras” onde, há alguns anos ela selecionou o que havia de provado e experimentado na família e entre amigos! Entre a experiência e a lógica é que vivemos e trabalhamos,  inclusive na cozinha! Vejam que delícia fácil! Aproveitem!
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 lata de leite de vaca
1 colher de sopa de maizena
150 grs de biscoito champagne
2 gemas
 Coco ralado
1 compota de abacaxi

Fazer um creme com o leite condensado, a metade do creme de leite, a maisena e as gemas. Levar ao fogo brando, misturando o tempo todo e colocando só ao final o creme de leite, para não talhar. Molhar os biscoitos na calda de abacaxi e arrumar a torta com camadas de creme, biscoitos e compota de abacaxi picadinho. Por cima colocar o creme de leite restante e o coco ralado Levar à geladeira e ....partir para o abraço!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

SORVETE DE NOZES!!! com noz, pra nós, sabor e alegria no Natal!



 Obedecendo ao preceito de que, autor é o que vive a experiência, tornando-a própria, esta maravilha nos foi enviada por Simone Caporalli, que fez do Sorvete de Nozes um prato imperdível no seu Natal. Agora ela contribui com o carinho de sua cultura culinária, alegrando os próximos e, com o Amo Torresmo, o público apreciador das delícias da vida! Que belo fecho de almoço ou ceia natalina!

Ingredientes:
1 lata de leite condensado Moça
1 lata de creme de leite gelado e sem soro Nestlé
1 xícara de nozes picadas grosseiramente
1 colher de sopa cheia de chocolate em pó
1 ovo: clara (temperatura ambiente) batida em neve e a gema separada.

Modo de fazer:
Colocar em uma panela o leite condensado, as nozes, o chocolate e a gema.
Fazer um doce com ponto de brigadeiro.
Deixar esfriar.

Misturar bem ao doce frio, o creme de leite e clara batida.
Deixar no congelador por no mínimo dois dias.

Hummmmmmm!

PERNIL COM AMEIXAS! Sem queixas, seu Natal será um sucesso!


Este pernil, já fiz algumas vezes! Daí as deixas para uma comidinha "sem queixas"... ou quase, pois não há como nos comprometermos com a falta delas se estamos em grupo, em família, com outros. Ai de quem pretenda se sair perfeitamente bem ao oferecer um almoço de Natal. Há sempre quem não goste de "doce na comida salgada", quem prefira carne branca, quem se lembra de um "outro" pernil que "vovó fazia", ou que prefira nem comer carne. Enfim melhor curtir o que você decidiu fazer e por empenho no que quer! Aí vai dar certo! Cozinhe e esteja contente no 'seu' natal.
Ingredientes:
300g de ameixas secas
2 xícaras de vinho branco
1 pernil de porco (prefiro sem osso) de 2 a 2  1/2kg
Sal e pimenta do reino
Alecrim
Suco de 1 limão
1 xícara de creme de leite
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de manteiga derretida
½ xícara de geleia de morango

Feitura:
Coloque as ameixas no vinho branco e deixe-as de molho de véspera. Retire de 15 a vinte ameixas do vinho e reserve. Cozinhe rapidamente as ameixas restantes no vinho branco e tire os caroços. Reserve o vinho. À part3e tempere o pernil com o suco do limão, sal, pimenta e alecrim,  a gosto. Faça de 15 a 20 cortes no pernil e enfie uma das ameixas reservadas em cada um. Coloque o pernil na assadeira e despeje o óleo por cima. Leve ao forno  em temperatura moderada (180 a 200graus). Depois de assado, retire o pernil e coloque-o numa bandeja. Ponha a assadeira no fogo, junte o vinho reservado e 2 xícaras de água e deixe ferver em fogo brando durante 10 minutos. Raspando o fundo da  assadeira de vez em quando. Adicione o creme de leite e tempere a gosto. À parte, misture uma xícara de água com a farinha de trigo e a manteiga derretida. Faça uma pasta e junte aos poucos ao molho até engrossar. Acrescente a geleia de morango. Passe o molho por uma peneira e junte as ameixas cozidas Leve ao fogo e deixe levantar fervura. Despeje por cima da carne e sirva. Para acompanhar, arroz branco ou batata sauté, farofa e salada mista. Beleza!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

NATAL PEDE ROSCA DOCE NO CAFÉ DA MANHÃ!


Quem não se lembra dos natais em família, especialmente as famílias alemãs, italianas, ou, simplesmente mineiras, das lindas roscas doces no café da manhã!...Não havia a preocupação de compras, mas a delicadeza da feitura do presente, destinado particularmente a cada amigo. Então, aí, as roscas eram ótimos presentes! Reuníamos, por exemplo, para fazer, decorar e embrulhar lindas roscas! Uma farra bem sucedida! Esta receita me foi dada por Tia Jandira, exímia cozinheira! Receita prática e deliciosa.

Ingredientes:

1 copo de leite
2 colheres de sopa rasas de fermento biológico ou 2 tabletes
2 colheres de açúcar
1 pitada de sal
2 colheres de óleo ou manteiga
4 gemas
4 colheres de farinha de trigo

Bate-se tudo no liquidificador e depois amassa-se com farinha de trigo até ficar a massa mole (despegando da mão)

Recheio:
3 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de manteiga

Abre-se a massa numa pedra, passa-se o recheio , enrola-se como rocambole e cortam-se fatias. Colocam-se os pedaços na forma (pode ser tabuleiro, dependendo do tamanho dos rolinhos cortados, ou em formas maiores e redondas. Deixar crescer e assar em forno quente. Depois de assado, põe-se um glacê em cima e leva-se ao forno, só para o glacê secar. Enfeitar como sua criatividade pedir!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Caçarola Italiana como dona Sinhá fazia!

 Buscando meus arquivos encontro, com saudade, receitas provadas e comprovadas de antigas amigas cozinheiras. Hoje é d.Sinhá que me acode, e acode ao paladar com leveza e suavidade...caçarola italiana, hummmmm! Encontro a receita num livrinho particular e carinhosamente feito por sua neta, que fez questão de recolher apenas "receitas de família" experimentadas. Muitos são os modos de passear pela nossa histórias e muitos os jeitos de, hoje, fazer disso um prazer!

Ingredientes:

5 ovos batidos, primeiro as claras em neve, depois as gemas
6 colheres de açúcar, bem cheias
5 colheres de queijo ralado
5 colheres de farinha de trigo
2 copos de leite
1 colher de manteiga

Batem-se os ovos, em seguida mistura-se o açúcar, a manteiga, o queijo e a farinha, e, finalmente o leite. Assa-se em forma untada, fogo brando. Uma delícia!

sábado, 3 de dezembro de 2011

Bacalhau com chuchu! Pensa que é combinação aguada?

Minha amiga Andréa pediu-me uma receita de bacalhau com chuchu...Assustei-me com a idéia.Pra nós, brasileiros, de modo geral, chuchu é sinônimo de 'coisa sem-vergonha que dá na cerca', coisa sem valor e sem sabor, coisa aguada! Eis que, então, buscando a receita, encontro num site português a receita a seguir. Antes, os elogios da cozinheira ao chuchu brasileiro que tem cor e sabor (o chuchu de lá é branco) e exatamente a observação do engano de quem pensa que chuchu e bacalhau não vão fazer bom par! Vejam e experimentem a receita!Livremo-nos do preconceito e vamos inovar, que a tradicional batata já está 'manjada'!
   Ingredientes:
  600 g de bacalhau em lascas.
 3 chuchus descascados e picados

 Pimenta  preta a gosto.
 Coentro ou cheiro verdes a gosto.
 3 Dentes de alho sem o germe bem picadinho.
1 Cebola  cortada em gomos.
4 Tomates sem a pele picados.
Azeite 
 MODO DE PREPARO
1-Cozinhe o bacalhau, não muito,retire-o da agua
2-Adicione  na agua que cozinhou o bacalhau o chuchu e cozinhe 'al dente',escorra e reserve tendo o cuidado de separar 1 xícara da agua do cozimento.
3-Aqueça o azeite e doure o alho,cebola,tomates
4-Adicione o chuchu, o bacalhau em lascas,corrija o sal.
5-Junte a agua
6-Tempere com pimenta e adicione os coentros e cheiro verdes.
7-Sirva com arroz branco

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Penne à Toscana,


Não há como recusar-se a esta delícia!!! Ingredientes frescos e saborosos, lembram a Toscana!!! Indispensáveis os ingredientes de boa qualidade!
Belíssima massa,com pinolis, manjericão fresco, tomatinhos cereja e cubinhos de filet mignon grelhados

Ingredientes para 4 pessoas:
500 grs de macarrão penne (grano duro)
400 grs de filet mignon em cubos
100 grs azeitonas pretas fatiadas
2 colheres sopa de alcaparras
5 dentes de alho picados
1 maço de cebolinha francesa (ceboulette, bem fininha)
200 grs de tomatinho cereja
1 maço farto de manjericão
 50 grs de pinolis
 pimenta do reino, bom azeite extra virgem

Modo de fazer:
Dourar o alho com pouco azeite e grelhar os cubinhos de filet em frigideira wok. Agregue apenas um pouco de sal e pimenta do reino. Carne dourada, sequinha, desligue o fogo.
Comece a adicionar os tomatinhos cortados em metades,  azeitonas,  alcaparras,  cebolinha picada, pinolis , manjericão e muito azeite. Acerte o sal. Mexa com cuidado para os tomates ficarem macios. Cozinhar o penne grano duro, italiano.
Regar com azeite.
Enfeitar o prato.
 Parmesão italiano!


sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Salpicão de frango! Este não é qualquer um!!! MARAVILHOSO!


 Este Salpicão de Frango me foi aplicado por uma amiga de tempos atrás, muito exigente e competente na sua culinária de festa! Fiz um muxoxo de descrédito, quando ela, pela primeira vez, me falou de um salpicão...Estava eu enjoada do que chamam "salpicão" nos restaurantes de comida a quilo...pura 'carregação'! Mas qual não foi minha surpresa quando provei por primeira vez este Salpicão! Este sim, merecedor do nome e da fama! O crocante do salsão e da batata palha que deve ser acrescentada só na hora de servir, o sabor delicioso do frango defumado...hummm! Vejam só o capricho e, quem sabe, já começamos as sugestões de pratos para o  Natal!! Esse é farto e dos bons!
Ingredientes:
Frango defumado, desfiado - 2 xícaras
Frango desfiado, fresco – 4 xícaras
Salsão picado – 2 xícaras
Alcaparras – 1 xícara
Azeitonas verdes – 1 xícara
Cebolinha, salsa, cebola, pimentão verde, vermelho, amarelo, milho verde, se quiser.
Maionese, para dar liga  – 1 xícara
 500 grs de batata palha
Temperar com azeite, limão e sal e alho a gosto.
Por último, depois de todos os ingredientes misturados, acrescentar 500g de batatas palha, de preferência frita em casa e fresquinha, na hora de servir! Para o Natal, se quiser, pode acrescentar passas e uvas verdes...

domingo, 23 de outubro de 2011

Bolo da Vovó Pina... antigo, simples, corriqueiro e delicioso!


 Descobri um dia, que entre as mulheres da família, as mais velhas, corria, 'por debaixo dos panos', uma secreta e sutil competição, quando se tratava dos quitutes, das especialidades de cada uma...Talvez o desejo maior de ser considerada  a 'melhor cozinheira' da família. E olha que isso não era qualquer coisa! Era um páreo difícil, em se tratando de descendentes de italianos e alemães! Açular a competição era, ainda pequenina, fazer caretinhas e dizer a uma ou outra que certo prato era o "melhor" de todos. Assim era o Bolo da Vovó Pina! Eu adorava o 'café das duas' e o bolo lá estava sempre! Imperdível! Essa receita me foi passada por uma tia, anos mais tarde, datilografada em sua máquina 'Remington'! Aposto que muita gente nem sabe o que é isso! Mas a receita é preciosa! Tabuleiro grande pois é pra um grande café e muitas porções!

Ingredientes:
2 xícaras bem cheias de açúcar
4 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa de margarina ou manteiga
2 colheres de óleo vegetal
3 colheres de chá de fermento em pó
4 ovos
Leite até dar ponto de bolo
Modo de fazer:
Bater o açúcar, o óleo, a margarina. Juntar os ovos um a um. Depois acrescentar a farinha e o fermento, despejando o leite e mexendo bem. Se quiser juntar chocolate à massa, dissolva-o no leite e junte em seguida.
Cobertura:
Coco ralado, açúcar refinado e canela. Mexer bem. Colocar sobre a massa, já no tabuleiro. Imprensar um pouco, para não soltar.
 Também pode usar banana caturra ou d’água, semear açúcar sobre ela.
Tabuleiro grande.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Coronel! ...Doce pra dias de alegria fácil!

Este docinho, povoou minha infância de aniversários e casas de avó...
Parente do brigadeiro, mas era mais sequinho e rendia mais...Não sei porque o nome cheio de divisas! Talvez para que comêssemos com mais cerimônia, mas não adiantava nada!...

1 lata de leite condensado,
2 colheres de manteiga, 
1 tablete de chocolate Nestlé Familiar
2 colheres de sopa de mel
150 gr. de bolacha maisena ou Maria moídas

Leve todos os ingredientes, menos as bolachas, ao fogo; mexendo bem até ficar um ponto de bala mole, ou seja, até que colocando um pouco do doce numa xícara com água, se forme uma bolinha fácil de pegar.Acrescente então as bolachas moídas e mexa por mais 5 minutos. Retire do fogo, coloque num recipiente de louça, deixe esfriar e enrole em cordões grossos. Corte os pedaços em quadrados e passe a parte superior em chocolate granulado e coloque em forminhas de papel.

sábado, 24 de setembro de 2011

Frango ao molho pardo! Se for caipira, melhor ainda, uái!


Tem coisa que não tem jeito! Ou faz direito e leva à sério, ou não dá certo! Certos pratos como este, tem que comprar frango bom, caipira de preferência, mortinho em granja de confiança ou açougueiro conhecido! Temperos fresquinhos e ingredientes de qualidade! Seguir os passos, pouco a pouco, com gosto e esmero. Só assim corremos o 'risco' de sermos bem sucedidos! E olha que  as pessoas tem uma dificuldade de sustentarem o sucesso!..Na cozinha, como no amor, futilidade não tem cabimento...Mas se feito com cuidado e carinho, não tem erro: é uma delícia!

Ingredientes:

1 frango de aproximadamente 2kg, com sangue para molho pardo(com vinagre)
4 dentes de alho picadinhos
2 cebolas medias picadas
3 colheres de fuba, dissolvidas em 2 xícaras de água
sal  e pimenta do reino a gosto
1 colher de sobremesa de coloral
3 colheres de óleo

Corte e limpe bem o frango ( se quiser, sem retirar a pele). Em uma panela coloque o óleo e o alho e deixe dourar. Junte o coloral e por último o frango. Deixe dourar bem o frango até ficar bem selado.Coloque então a cebola picada, use o fogo mais baixo, para a cebola ficar bem transparente e adocicada.Só coloque água depois do frango bem douradinho e a cebola no ponto, ainda crocante.Se o frango for caipira, o que seria delicioso, vai demorar mais um pouco para ficar tenro. Só então, vire sobre o frango, o sangue com vinagre e deixe cozinhar mais um pouco, apurando o tempero e o sal. Dissolva à parte o fubá na água e engrosse com o caldo do molho, tomando cuidado para não empelotar....Na hora de servir, cebolinha e salsa semeadas sobre o frango...Hummmm! É bom servir com arroz fresquinho e angu cremoso!

domingo, 11 de setembro de 2011

Bolo de Banana da Tia Conceição...Hummmmmmm!...


Fefê, 7 anos, insistentemente, faz valer seu poder de sedução, quando põe em contato a vovó blogueira com a tia Conceição, cozinheira de "mão cheia"! E intermediando as possibilidades de uma receita de sucesso, que ela certamente já provou e aprovou, faz e refaz o percurso entre uma e outra, entrega à Tia Conceição um papelzinho onde escreveu o email da vovó, para que não haja falha!
Aí está o Bolo de Banana premiado pela Fefê para todos nós nos aproveitarmos! A insistência de um desejo...é pra ninguém botar defeito!

3 xicaras de banana caturra amassada
3 ovos 
1 xicara de óleo
2 xicaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 xicara de passas
1 xícara de castanhas
1 colher de sopa de essência de baunilha 
2 colheres de sopa de canela em pó (rasas)

Modo de fazer:
Bater bem os ovos, misturar com o óleo, a farinha e os outros ingredientes. Ao final, colocar mais uma colher de sopa de bicarbonato.
Colocar em forma untada e assar em forno quente e...segundo a Fefê, partir pro abraço...ou pro café!

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Risoto de brie e pera e...espera pra ver a delícia que é!


Quem, e há alguns, que cismam que risoto é engordurado, ou pesado...
Esquecem-se de que é 'prato único'!
 A ser feito bem na hora, de novo, acompanhado de quem vai, junto, saboreá-lo!
 Não serve pra bando de gente! Não serve se for um jantar impessoal! Os pratos tem uma especificação de estrutura. Há pratos pra muita gente, pra gente gulosa, mas,  pra 'gente fina' o risoto é um deles. Ainda mais de brie, este queijo delicioso, e pera, esta fruta suculenta e suave.
Agora,  é preciso que seja 'gente próxima' ou a cozinheira fica na cozinha e as pessoas em outro lugar. Não tem graça se for assim!

Ingredientes:

1 xícara e 1/2 de arroz arbório
1 xícara de vinho branco
1/2 xícara de queijo parmezão ralado
1 queijo (210 g) brie (ou camembert) cortado em cubos de 1,5cm
1 pera cortada em cubos com casca
2 colheres de salsinha picada
quanto baste de pimenta do reino branca/sal

Modo de preparar:
Leve o caldo de legumes ou frango a ferver em uma panela e conserve quente.
Derreta 2 colheres de manteiga e o azeite em uma panela grande com fundo
grosso no fogo médio.
Adicione as cebola e doure por 2 minutos e adicione o alho, mexendo sempre
com colher de pau. Acrescente o arroz, continue mexendo até o arroz estar
envolvido com toda a manteiga e azeite e comece a ficar branco, mais ou
menos 1 minuto. Acrescente o vinho branco e deixe o arroz absorver o
líquido completamente. Adicione uma concha de caldo de legumes e vá mexendo
constantemente até o líquido ser absorvido. Reserve uma concha do
caldo. Continue adicionando o caldo até o arroz ficar al dente e o caldo
absorvido (+ ou - 18 a 20 minutos). Adicione a pimenta e sal, a última
concha do caldo e o queijo brie. Por último, o restante da manteiga, a
salsinha, os cubos de pera, desligue o fogo e deixe descansar por 2 minutos
Agora...é só partir pro abraço!

sábado, 27 de agosto de 2011

Penne com frango e curry...Este é dos domingueiros!!!


Aos domingos, nada como algo fácil e saboroso!
Sem complicações, pois é preciso acompanhar a preguiça com algo tão lascivo, leve e gostoso como uma massinha 'classuda'! Poucas vasilhas para lavar e companhia na cozinha. Enquanto se ferve a água e se coze o molho...há que aquecer o coração. Não a ponto de fervura...mas a ponto de 'fremir'. O ponto ideal para os molhos, os chás, o café e...o gostoso do amor que não machuca, nem queima. Lava, corta, prova  e tempera...

3 colheres de sopa de manteiga sem sal
1 pimentão verde em cubos
1 cebola em cubos
1 dente de alho picado
120g de cogumelos em rodelas finas
3 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de curry
2 xícaras de chá de tomates sem pele e sementes, picados
1 xícara de chá de caldo de galinha
1 xícara de chá de coalhada
450 g de frango cozido, temperadinho, em cubos
340g de macarrão tipo penne (quase um pacote)
1/4 de xícara de amêndoas torradas em fatias

Derreta a manteiga numa panela. Refogue a cebola, o alho, o pimentão e cogumelos (nesta ordem), até ficar macio. Junte a farinha e o curry. Cozinhe 2 minutos em fogo brando. Acrescente o tomate e cozinhe por 5 minutos. Acrescente o o caldo de galinha e a coalhada e cozinhe até engrossar. Apure o sal e temperos. Acrescente o frango cozido e cozinhe por mais 5 minutos.
Enquanto isso, cozinhe o macarrão em 3 litros de água fervente com um pouco de sal. Escorra e coloque na tigela em que vai servir. Despeje o molho sobre o macarrão, polvilhe com as amêndoas. Sirva imediatamente. (6 porções)

domingo, 14 de agosto de 2011

Salada Niçoise, francesa de verdade! Refeição completa para dias de verão!

Originária de Nice, belíssima cidade do sul da França, por isso assim se chama: niçoise. Em geral, se ao modo de Nice, os pratos levam anchovas, peixes, batatas e azeitonas pretas e manjericão...típicos ingredientes de suas receitas. Deliciosas e completas, estas saladas. Aí vai uma possibilidade:

3/4 de xícara de azeite
1/4 de xícara de vinagre
1/2 colher de chá de pimenta e o mesmo de mostarda em pó ou grão
2 colheres de sopa de suco de limão
8 batatas médias descascadas, cozidas picadas (prefiro em rodelas grossas)
Algumas cebolinhas verdes picadas
225g vagem escaldada, cortada em estilo francês (ao comprido)
4 folhas de alface
4 tomates
4 ovos cozidos duros
2 xícaras de atum em lata, escorridos
12 azeitonas pretas sem caroço
8 filés de anchova
1 colher de sopa de manjericão fresco

Misture o azeite, vinagre, pimenta, mostarda, suco de limão e sal.
Coloque a metade do molho sobre as batatas. Coloque na geladeira por 1 hora.
Misture as cebolas e as vagens com 1/4 do molho
Misture as vagens com as batatas.
Coloque as folhas de alface em travessa gelada, coloque a salada, distribuindo o tomate, o ovo partido, o atum, as azeitonas e por último as anchovas.Coloque o restante do molho por cima. Salpique no topo o manjericão.
Dá para perceber a importância de distribuir de forma cuidadosa o molho, para que a salada fique muito bem temperada?
Esta salada é por si só, praticamente uma refeição completa para os dias de verão!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

SALADA DE PÊSSEGO E AMÊNDOA! O DIFERENTE E FINO DA BOSSA CULINÁRIA!



Salada de pêssego e amêndoas
Um belo dia, como de outras feitas, num impulso pitoresco, minha mãe, que ouvia e atendia a vendedores que lhe batiam à porta, comprou e deu-me de presente um lindíssimo livro de receitas, cujo nome não deixava dúvidas sôbre sua aposta: "Cozinha Extraordinária". Era mocinha e abracei a causa!A sedução era fatal.Lindas fotos, elas mesmas, quase comestíveis, receitas melhores ainda! Diferentes, exóticas, extraordinárias mesmo! Não eram para qualquer hora, qualquer pessoa, qualquer mortal que não tivesse a fineza e a 'finesse' de apreciar, com vagar e critério o produto final de suas feituras...Selecionei hoje uma salada, simples, fina e deliciosa, que muitas vezes servi com alegria e cuidado. Valeu!

300 grs de espinafre fresco e aparado
8 cogumelos paris grandes, fatiados
1 xícara de queijo gruyére ralado grande
1 xícara de chá de uvas vermelhas sem sementes
1 1/2 xícaras de fatias de pêssego fresco
1/2 xícara de chá de amêndoas torradas
1 xícara de chá de maionese light
1/2 xícara de chá de suco de laranja concentrado
1/2 de colher de chá de canela em pó

Pique o espinafre e coloque numa travessa gelada. Coloque por cima os cogumelos, o queijo, uvas, as fatias de pêssego e as amêndoas torradas. Numa tigela, misture a maionese, o suco de laranja e a canela. Sirva com a salada ao lado. Tempero exótico e maravilhoso!
(4 porções)

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Continuando o ' arraso' do frio julhino...ARROZ DOCE COM CÔCO!

O arroz é um 'arraso', quando doce, tenro, saboroso, acocalhado, abobalha a gente nos dias de frio de julho, quando aproveitamos as festas para fazer dos sonhos e desejos, levezas de um momento breve! Não exagerem, mas curtam!

Ingredientes:
1 xícara de chá de arroz (bem lavado)
3 xícaras de água
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 litro de leite integral
250ml de leite de coco
200 grs de coco fresco ralado grosso
10 colheres de sopa de açúcar
canela em pó
Preparo:
Coloque o arroz lavado para cozinhar em 3 xicaras de água. Em outra panela misture o leite condensado, o leite de coco, o açucar e o leite. Quando a água estiver quase secando, e o arroz já tenro, adicione a mistura dos leites e deixe cozinhar, mexendo bem, até obter uma consistência mais encorpada. Desligue o fogo e acrescente o creme de leite e o coco fresco. Misture e leve à geladeira. Quando for servir, polvilhe canela em pó.

domingo, 24 de julho de 2011

MINGAU DE MILHO VERDE! Mineirismo delicioso, dentre tantos!

Mineirismos, há tantos!
Alguns divertidos, alguns muito sérios.
Dizem, por exemplo, que mineiro é desconfiado...Ao mesmo tempo, é acolhedor e hospitaleiro. Desconfia para não se arrepender, para sobreviver. Silencia para compreender, pois "conversa que não se entende...se estende!" Mas sua cozinha é réplica do coração! Quem ali entra, é 'do peito', faz parte de sua boa fortuna e de sua aposta num bom fim...Mineiro não grita...ouve e fala pouco, pois "se valesse gritaria, porco não morria!"  E para esses, do coração, que são convidados à cozinha do mineiro, o que há de bom e melhor é oferecido.
Como esse Mingau de Milho Verde:

Ingredientes:
6 espigas de milho verde
2 litros de leite integral
2 xícaras de chá de açúcar
1 pitada de sal
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite com soro
canela em pó a gosto

Preparo:
Descasque as espigas, debulhe e bata os grãos de milho verde no liquidificador com o leite. Passe por uma peneira fina. Ainda fora do fogo, junte o açúcar, o leite condensado e leve para cozinhar, mexendo sempre até engrossar. Desligue e acrescente o creme de leite, misturando bem. Sirva com um pouquinho de canela moída salpicada sobre o mingau.

terça-feira, 19 de julho de 2011

COOKIES! MARAVILHOSOS COOKIES!



Amar torresmo...não quer dizer que  não se tenha a "finesse"e o gosto apurado de também amar cookies! Não se enganem quanto aos detalhes que provocam o desejo de alguém ou de algo! o coração tem razões que a própria razão desconhece! Enquanto isso, não se furtem a essa receita de primeiríssima qualidade! E arrasem no próximo encontro com amigos ou ...ou...ou...quem se disponha a saborear essa delícia!

NEIMAN-MARCUS COOKIES HOUSE RECIPE
>
> 2 xícaras de manteiga
> 4 xícaras de farinha de trigo
> 2 colheres de bicarbonato de sódio
> 2 xícaras de açúcar
> 5 xícaras de aveia liquidificada (meça a aveia e depois liquidifique até
> convertê-la em pó)
800 gramas de raspas de chocolate
> 2 xícaras de açúcar mascavo
> 1 colher de sal
> 1 barra de chocolate  de 250 gramas, ralada
> 4 ovos
> 2 colheres de fermento em pó
> 2 colheres de baunilha
> 3 xícaras de nozes trituradas (se assim o desejar)

Modo de fazer

> Bata a manteiga com os dois açúcares até formar um creme.
> Adicione os ovos e a baunilha.
> Misture com a farinha, a aveia, o sal, o pó de fermento e o bicarbonato.
> Agregue as raspas de chocolate, a barra ralada de chocolate e as nozes.
> Faça pequenas bolinhas (do tamanho de uma moeda de 5O centavos
> ligeiramente comprimida. Elas se expandirão no forno tomando a forma de
> bolachas) e coloque numa forma, separadas 5 cm umas das outras.

> Mantenha no forno a 375 graus por 10 minutos.

> Esta receita rende 112 bolachas.



terça-feira, 12 de julho de 2011

Pé de moleque de microondas! Golpe 'julhino' para sossegar a molecada!

"Há dias em que a gente se sente..."... em plenas férias da criançada que demanda cuidados e invenção, sem saber como agradá-las e, por que não, sem saber como sossegá-las um pouco.
 Aí está um tiro certo!
 Deliciosos 'pés de moleques' para os moleques!
Os adultos se incluem! Moleques somos todos!

Ingredientes:

500 grs de amendoim cru
500g de açúcar mascavo
1 lata de leite condensado

Modo de preparo

Coloque o amendoim em uma vasilha que possa irr ao microondas. Ela deve ser resistente e alta. Leve ao microondas em potência alta por 8 minutos. vá mexendo umas 3 vezes durante o cozimento. Acrescente o leite condensado e o açúcar mascavo, misture bem e volte ao microondas na potência alta por mais 8 minutos, mexendo a cada 2 minutos e 1 minuto no final. Retire imediatamente em colheradas, coloque em um tabuleiro untado com manteiga. Deixe esfriar e sirva! Bom demais!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

NINGUÉM É DE FERRO! Desintoxicar é preciso, pois "viver não é preciso"...tem lá suas perdas de rumo...



Sopa  desintoxicação

Ingredientes
· 2 cebolas médias
· ¼ abóbora baiana
· 1 berinjela média
· 1 nabo redondo médio
· 1 abobrinha grande
· 1 aipo, 1 alho poró
· 2 tomates
· 4 dentes de alho
· 1 colher sobremesa de óleo de girassol
· Salsa a gosto
· 500ml de água

Como fazer:
Em uma panela, refogue a cebola e o alho. Coloque  os legumes em cubos, cubra com água. Leve ao fogo por 20 a 25 minutos ou o suficiente para que os legumes estejam cozidos. Desligue o fogo e salpique a salsa picada. Sirva quente

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Torta de Maçã, desde Eva e a serpente, tentação à vista...e à boca...!

É fácil cair nas garras de Eva e sua maçã....Vejam aí...Fácil, fácil! E deliciosa! A  torta e à direita a gente se perde na gulodice e no sabor! Aproveitem, que não é pecado!

4 maçãs vermelhas
2 latas de leite condesado
3 ovos
açucar
canela

Modo de preparo:

Descasque as maçãs e corte-as em fatias. Unte um pirex e coloque as maçãs. Por cima misture as gemas com as duas latas de leite condensado  salpicado com um pouco de canela. Leve ao forno até que o creme comece a engrossar. Bata então as claras, coloque açucar. Tire o pirex do forno e coloque por cima o suspiro.Leve novamente ao forno até que o suspiro doure. Tire então do forno e espere esfriar para servir.

sábado, 11 de junho de 2011

Para viver um grande amor...Namorado em pé!



É bom ouvir de Vinícius indicações para o "Dia dos Namorados" ...
Quem há de questionar um saber que toca as raias da verdade?
 Para viver um grande amor...é preciso ter peito de remador e ser de sua amada por inteiro...e, além de ser fiel, ser bom conhecedor de culinária.

"É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?"


Mas a nós, hoje ocorreu, por alusão pura e leveza, simplesmente curtir um namorado...assado e 'em pé'. Assar o peixe na sua posição vivaz! Como se estivesse vivo e nadando! Arranjado na travessa em pose altiva e quase pronto para ser apreciado como deve...e devorado com prazer...a dois! Um vinho, fresco, talvez chardonnay, não pode faltar!

Ingredientes:
  • 1 namorado de aproximadamente 2 kgs
  • Marinada (sal,pimenta do reino,louro,cebola,alho e salsão)
  • Meio quilo de farinha de mandioca
  • Meio litro de água
  • 1 quilo de mandioca
  • 1 quilo de camarões para molho
  • 1 colher de sopa de colorau
  • 2 cebolas em brunoise
  • 6 dentes de alho repicado
  • 1 maço de coentro
  • 1 colher rasa de sopa sal
Modo de preparo:

Prepare a marinada e deixe o peixe tomar gosto por 24 horas.
Para a base: umedeça a farinha de mandioca na mesma proporção de água e a deixe ao ponto de uma massa firme e introduza sob a barriga do peixe firmando-o na travessa, em pé, como se ele estivesse " nadando"... Asse-o em forno pré-aquecido, por 50 minutos.
Cozinhe a mandioca,retire a raiz do centro,bata no liquidificador e reserve.
Refogue o camarão,escorra e reserve
Na panela refogue o alho em azeite e a cebola,adicione o colorau,sal,camarões e o creme de mandioca e por ultimo o coentro.
Sirva com acompanhamento de arroz branco


segunda-feira, 6 de junho de 2011

Canjiquinha com costelinha de porco (Não falei que essa panela era imperdível???)

O frio está aí! Quem não vai se lembrar de noites de junho, ou dias, em que a canjiquinha, indefectível comidinha mineira, veio regar as boas conversas de inverno à beira fogão de lenha? È hora de repetir a dose!

 

500g de canjiquinha de milho
1 kg de costelinha de porco (magra)
alho, sal, pimenta a gosto.
corante
1 pimentão verde
1 pimentão amarelo
1 pimentão vermelho
1 cebola grande
3 tomates maduros
couve picada bem fina
cenoura picada e tiras grossas
cebolinha e salsinha
Em uma panela colocar a costelinha e óleo e um pouco de corante, sal e alho e deixe refogar, acrescentar água para que ela possa ir cozinhando até ficar num ponto que a carne esteja bem macia.
 (Para os preciosistas ou para quem se preocupe, e é bom, em retirar da costelinha toda a gordura possível, pode assá-la primeiro e só depois de escorrida toda a gordura levá-la à panela para cozinhar, raspando o fundo do taboleiro para não perder nada do caldo e do sabor!)
Acrescentar a cenoura e deixar cozinhando junto com a carne até ficar al dente.
Em uma panela de pressão, colocar a canjiquinha, deixar cozinhar por cerca de 15 min. Assim que estiver cozida, transferir a canjiquinha para a panela onde a costelinha está sendo preparada, e acrescentar os pimentões, a cebola e o tomate. Quem quiser, por último, acrescentar a couve bem na hora de servir.Se não, deixá-la à parte, para acompanhar.
Se desejar colocar algumas gotas de pimenta.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Galinhada para um dia de Galo!


Nada melhor que reunir amigos para um grande jogo! Futebol de primeira, é claro! Jogo do Galo e possibilidade de um campeonato e um destino diferente em 2013! E, então, uma deliciosa 'Galinhada' vem a calhar! 

Ingredientes

02 kg. de coxas e sobre coxas de frango
Azeite, Bacon, Cebola picada e Alho
02 c.c. de açafrão
02 fls de Louro

Coentro em pó
Chimichurry
Salsa e Cebolinha
Sal a gosto
Pimentão das três cores, picados pequenos
02 xícaras de arroz

Modo de Preparo

Temperar o frango, com o louro, o chimichurry, o coentro em pó, e um pouco de sal, com antecedência...De véspera é melhor ainda!

Fritar o bacon no azeite e acrescentar o frango para selar, até ficar bem dourado. Acrescente, então, a cebola e fritar até que escureça. Após. o alho e quando este estiver dourado, o açafrão. Então ir jogando água aos poucos, deixando apura e ir cozinhando o frango.
Quando o frango estiver cozido, retire-o da panela e desosse as coxas e sobrecoxas. Não desfie, desosse. Retorne à panela, verifique a quantidade do caldo, experimente o tempero, corrija o sal. Então acrescente o arroz cru. Na panela deve haver 2  medidas de caldo, para cada uma de arroz, portanto, em torno de 4 medidas de caldo para as 2 do arroz. Acrescente o pimentão picado, acompanhe o cozimento do arroz, coloque quando quase pronto a cebolinha e a salsa por cima.

E então é só partir pro foguetório comemorativo!
GALO!

domingo, 1 de maio de 2011

Bobó de Camarão! A panela ressurgida em ação!


 Como havia contado em longa crônica, a bela e eficiente panela voltou às lides!
 Vejam o resultado depois de experimentar o delicioso prato! Para mim, rendeu uma noitada deliciosa de prosa  e alegria com amigos valiosos!
1 k de camarão rosa
750 gr de mandioca em pedaços médios
1/2 unidade(s) de pimentão vermelho picado(s)
1/2 unidade(s) de pimentão verde picado(s)
3 unidade(s) de tomate sem pele(s), sem sementes
1 unidade(s) de cebola picada(s)
2 dente(s) de alho picado(s)
1/2 xícara(s) (chá) de azeite de dendê
50 ml de azeite de oliva
100 ml de leite de coco
1 litro(s) de água
1 unidade(s) de limão
quanto baste de coentro

quanto baste de pimenta de cheiro
quanto baste de sal
Descasque os camarões, afervente as cabeças e as cascas em um litro de água
salgada. Coe a água e reserve.
Retire o fio central da mandioca e, em seguida, cozinhe na água reservada e processe (bata em liquidificador
ou processador) ainda quente. Reserve este creme.Repasse os camarões (temperados com sal e limão) no azeite de oliva e alho picado. Reserve.
Na mesma panela (com o resíduo de azeite e alho), adicione os pimentões, depois a cebola picada
e, por último, o tomate sem pele. Depois refogue. Acrescente o creme da mandioca, deixe ferver por mais ou menos sete minutos. Acerte o sal e finalize com os camarões salteados, o azeite-de-dendê, o leite de coco, a pimenta e o coentro.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Strogonoff de filet mignon! Sabor de Ressurreição...da panela desaparecida!



Não sei se já viveram o luto de uma panela, um dia deixada na casa de alguém e depois desaparecida...
Explico-me. Deixada lá depois de um delicioso e divertido almoço, esperava-se que um dia ela voltasse pra casa, pelas mãos abençoadas de quem a guardou.
 Mas, nada! A panela era tão bonita, tão boa, tão útil, que resolveu não retornar por si mesma e...nem podia! Anos se passaram e já tínhamos até feito o luto de seu 'passamento'..não é assim que dizem de uma morte quando a palavra não quer ser dita?
 Mas, eis que a esperança abriu os olhinhos vivos...pois que a esperança vislumbra sonhos, reconhece possibilidades, aprecia desejos, quando num belo dia, num encontro ocasional com a " guardiã" da panela, renova-se  'a promessa de vida no meu coração'.
 A panela iria voltar ao seu lugar, finalmente!
 Gente, é bom enfatizar que a panela não era uma panela ' qualquer', sem eira nem beira..
Era uma panela com nome e sobrenome! Panela Oval Creuset! Já pensou? Fundo e bordas de mesma espessura, o que permite o cozimento ou a fritura, perfeitos! Tampa com dupla utilidade: propriamente tampar, e também servir...Não era realmente qualquer uma!E olha que não ganho nem comissão nem interesse nas vendas delas.
 Enfim, resolvemos comemorar sua ressureição com honrarias, festa e, o que é melhor, o delicioso strogonoff abaixo descrito e realizado! Páscoa é Ressurreição! Vida Nova! Viva a minha Panela Ressurreta!

Strogonoff de filet mignon
  • Ingredientes:
2 kg de filé mignon
1 cabeça de alho grande
2 cebolas
1 colher de sobremesa de pimenta e cominho
1 colher de café de sal
4 colheres de sopa de catchup
400g de creme de leite
4 colheres de sopa de conhaque
400g de champignons
meia xicara de oleo  

Limpar muito bem a carne, cortar em cubos não muito pequenos.
Colocar a cebola em fogo brando para refogar, até ficar transparente.
Retirar a cebola e reservar.
Colocar o filet aos poucos em fogo alto, para "selar". Importantíssimo não deixar dar água e corar a carne para que ela fique saborosa e macia.Só depois de toda a carne selada, voltar com toda ela para a panela e acrescentar, então a cebola.Acompanhar o refogado com cuidado e aí sim, acrescentar os outros ingredientes, pouco a pouco . O alho, o conhaque, o catchup, o champignon, os temperos e , por último o creme de leite, só praticamente na hora de servir. Costumo colocar uma colher de farinha de trigo ao refogado, antes do creme de leite para dar mais consistência ao molho. Servir com arroz e batata 'sauté' ou palha, bem fininha.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Mousse de Maracujá...Quem disse que o simples não é o melhor???


Às vezes nos sentimos seduzidos pelo complicado, pelo distante, pelo inatingível. O ideal tem lá seu brilho e pode nos animar...Mas arriscamo-nos a depreciar o simples, o corriqueiro, o óbvio e a vida guarda segredos exatamente na simplicidade enxuta de muitas coisas. A receita da mousse de maracujá é assim: simples, fácil e deliciosa. O resultado diz por si do que estamos falando. É só provar e se espantar. Tão bom e com tão pouco trabalho! Pouco trabalho, mas o entusiasmo é fundamental! Este não pode faltar...

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 lata ( a mesma medida)  de suco de maracujá maguary
1 maracujá, para enfeitar com suas sementes a mousse pronta.

Bater por alguns minutos no liquidificador os ingredientes, menos o maracujá. Despejar depois do creme feito, numa compoteira bonita e 'voilá' ! Pronto! Enfeitar com as sementes de maracujá e colocar na geladeira até servir.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Camarão à cantonesa, na panela Wok!

 


Dourar, em óleo de amendoim, na panela Wok:
gengibre fresco ralado, pimenta fresca e 3 dentes de alho.
Juntar 700g de camarões.
Ir fritando e mexendo à medida que acrescentar os ingredientes: cebolinha picada, 2 colheres de molho de ostras, 1 colher de molho de soja, 3 colheres de vinho branco, 3 colheres de água, pimenta do reino, sal, açúcar, 2 colheres de maizena dissolvida em água.
 Retirar do fogo, acrescentar coentro.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Quinua com legumes, ou...para evitar mal-entendidos, quinoa com legumes

A quinoa é um cereal e, como tal, deve substituir o carboidrato na refeição (se comer quinoa, nada de arroz, pão ou batata) Mas por ter grande quantidade de protéina e ferro, ela pode, sim, ser a substituta da carne.
Além de tudo, possui grande teor de fibras, zinco, vitaminas e ômega 3 e 6. E o melhor de tudo: uma delícia!



  • Ingredientes

  • 1 xícara ( chá ) de quinoa

  • 1/2 xícara (chá ) de cenoura ralada

  • 1/2 xícara (chá ) de vagem cortadinha

  • 1/2 xícara ( chá ) de couve-flor cortada em buquês pequenos

  • 1/2 cebola (pequena ) picada

  • 1 colher (sopa ) de azeite

  • 2 colheres (sopa ) de alho-poró em rodelas finas

  • 1/2 colher ( café ) de sal

  • Salsa picada à gosto

  • Tomilho a gosto

  • Pimenta-do-reino a gosto



  • Modo de Preparo

    1. Cozinhe a vagem e a couve-flor al dente (um pouco durinhas) reserve
    2. Ferva 1 xícara (chá) de água
    3. Coloque a quinoa para cozinhar na água fervendo por 10 minutos, mexa e reserve, a água vai evaporar quase toda
    4. Refogue o azeite, a cebola, o alho-poró, até a cebola ficar transparente, coloque a vagem, a couve-flor, a cenoura ralada, a quinoa, a salsa, o tomilho, a pimenta-do-reino, o sal misture bem por 2 minutos
    5. Está pronta

    quinta-feira, 7 de abril de 2011

    Rabada para "rabudos"!!! Rabo com agrião e polenta, talvez com mandioca!

    "Rabudos"é como eram chamados os endemoninhados que desafiavam os costumes, as ordens e as tradições. Em época de 'semana santa'não se devia nem pensar em 'carne'ainda mais às sextas -feiras, sob pena de o 'lobisomem'vir pegar e as 'mulas sem cabeça' virem assombrar, pois era época de jejum e abstinência de todas as ordens. Promessas, orações, discreção e obediência! Por isso mesmo, nesta quase semana de retiro, postar uma receita de "Rabada"é uma dessas insolências. Deliciosa insolência! Aproveitem, se conseguirem burlar a ordem!



    2 Kg de rabo de boi (rabada)
    2 folhas de louro
    2 dentes de alho socado
    3 colheres (sopa) de massa de tomate
    2 tomates vermelhos picados
    2 cebolas picadas
    sal e pimenta-do-reino a gosto
    cheiro verde a gosto
    2 limões
    1 taça de pinga (aguardente)
    1 maço de agrião
    fubá de milho para fazer a polenta



    Modo de Preparo

    Lave e tire a gordura do rabo de boi, que já deve ser comprado em gomos. Numa panela, coloque o rabo do boi, os limões espremidos e a taça de aguardente. Junte água para cobrir a carne e leve ao fogo para dar uma fervura (isso faz o cheiro forte da carne sair e retira parte da gordura). Escorra e reserve. Soque o alho e misture com o sal e a pimenta. Junte a carne e deixe pegar gosto. Coloque uma panela de pressão na chama do fogão e, quando estiver bem quente, coloque a carne temperada. Acrescente as folhas de louro, o tomate, a cebola e misture bem. Tampe e deixe cozinhar em fogo alto por 30 minutos. Depois, destampe, coloque o molho de tomate e corrija os temperos. Feche de novo e deixe cozinhar até que a carne fique macia. Quando você perceber que a carne está no ponto, lave bem um maço de agrião e deixe escorrer. Acrescente na carne o cheiro verde a gosto e, por cima, coloque o agrião. Feche a panela e assim que começar a apitar desligue. A parte, faça uma polenta mole a gosto, com o fubá, água e sal. Sirva a rabada com a polenta e um arroz branco.Caso seja do gosto, faça a rabada com mandioca cozida e suculenta, se cozida nos últimos minutos, no caldo da rabada...Uhmmmm! 

    quinta-feira, 31 de março de 2011

    Pão de Cristo...semana santa, tradições e delícias!


    A receita do "Pão de Cristo" alude à tradição cristã da 'multiplicação dos pães'  à movimentação fraterna do compartilhamento daquilo que é um bem e um bem bom! Veja que o fermento natural pode ser passado adiante e o pão transformado em pretexto de encontro e até de oração para aqueles que assim se colocam na passagem da ressureição. A feitura desse pão é um 'processo' e tem lá seu romantismo inegável! Vale experimentar e passar adiante! O pão é  o que há!

     

     

    19 colheres de açúcar cristal

    4 ovos

    1 copo de óleo

     1,1 kg de farinha de trigo

    ½ litro de fermento natural *

    4 colheres de fibra de trigo (opcional)

     100 g de passas (opcional)

    *Fermento natural:

    Misturar ½ litro de água, duas colheres de farinha de trigo sem fermento, duas colheres de açúcar e uma pitada de sal. Cobrir com pano branco e deixar fermentar por dois ou três dias.

    Caso você ganhe o fermento, logo ao receber acrescentar um litro de água e cobrir com um pano branco, deixando em lugar fresco. No dia seguinte, acrescentar cinco colheres de farinha de trigo, cinco colheres de açúcar e uma colher (rasa) de sal.

    No terceiro dia, mexer bem o fermento e dividir em três partes iguais: uma será dada a alguém, outra mantida em casa para continuar o fermento e a terceira será usada na receita.
    Numa gamela ou bacia de plástico, misturar ovos, açúcar, óleo e fermento. Em seguida, colocar a farinha de trigo. A massa não pode ficar nem muito mole nem muito dura. Cobrir a massa com um pano e deixar crescer de um dia para outro. No dia seguinte, acrescentar os ingredientes opcionais e misturar bem. Enrolar o pãozinho em uma superfície bem limpa e polvilhada o tempo todo com farinha de trigo sem fermento. Deixar crescer por um mínimo de cinco horas. Levar ao forno, em temperatura moderada, durante meia hora.

    quinta-feira, 10 de março de 2011

    Lombo de Bacalhau (Eça de Queiroz)...e prepare-se pra penitência da semana santa depois dos atrevimentos do carnaval!


    Brincadeira, né gente? Fazer de um bacalhau desses pré- texto para uma expurgação dos desvios e desmandos do apetite no carnaval! Vamos combinar, hein? Se a culpa for muito grande, nem tentem! Porque este bacalhau é simplesmente divino! Só vai valer pra quem curtiu e vai curtir a vida, seja em que época for, e se ache realmente merecedor dela!


    Lombo de Bacalhau  (Eça de Queiroz)

    -01 lombo inteiro de bacalhau (deixar de molho as primeiras 12 horas no
    leite e depois mais 48 horas na água dentro da geladeira, trocando seis
    vezes ao dia)
    -alho picado em lâminas
    -cebola pequena ) ligeiramente ferventada)
    -Azeitona preta (grega) - 01 vidro
    -Azeite português extra virgem
    -farinha de pão
    -03 ovos batidos com pimenta do reino branca
    - batatas cortadas em rodelas grossas com casca

    Retirar bem a água do bacalhau e secá-lo com um pano de prato.
    Passar o lombo nos ovos batidos e na farinha de pão.
    Colocar em um tabuleiro grande, e ir acrescentando os outros ingredientes:
    batatas, cebolas, azeitonas, e azeite em grande quantidade (1 vidro)
    Assar em fogo médio por aproximadamente uma hora com papel alumínio-retirar
    o papel alumínio e deixar mais 20 minutos.

    sexta-feira, 4 de março de 2011

    PEIXE ASSADO, receita de pescador! Sem mentira, deveras!


    Todo pescador é mentiroso! Mas quem não é? A verdade nunca é toda e é só através dos ditos, sempre em grande parte mentirosos, é que se pode vislumbrar uma lasca de verdade! A expressão “ deveras”, que quer dizer 'de verdade', atesta a precisão que temos de afiançar uma verdade que nunca é inteira...
    Mas, enfim,  um pescador, engraçado e contador de causos, ficções de seu dia a dia fisgador, me pescou com uma receita advinda da experiência dele, que nunca mais deixei de apreciar!
    Gosto de sentir o 'verdadeiro' sabor do peixe, sem muitos temperos na sua carne. Acho sempre que o peixe não admite muitas “firulas” na sua carne. Talvez, aí sim, nos molhos que o acompanham. O pescador a fazia, enterrando o peixe na areia, envolvido em folha de bananeira, sobre um braseiro feito à noite, em torno do que, se reuniam os companheiros de pesca. Nós podemos nos contentar com o papel laminado e o forno. Fica, mesmo assim ótimo!

    1 peixe inteiro(os de escamas são os que ficam gostosos), por exemplo um belo dourado,do qual se retira as escamas, que caiba no seu forno.
    Papel laminado para envolvê-lo completamente. Nenhum tempero!Pronto!
    Coloque-o no forno, brando, em um tabuleiro, sem nada, e deixe-o assar por uns 40  a 50 minutos.
    Ele vai cozinhar com a própria gordura e água.
    Quando pronto, transferi-lo para uma travessa, abrir o papel laminado e servir com uma espátula os pedaços, de um lado, depois do outro da espinha dorsal.
     Maravilhoso!

    O segredo é fazer molhos deliciosos de sua preferência, que o acompanhem, depois de assado. Regue seu pedaço, a gosto, no seu próprio prato.
    Vou sugerir dois:

    Molho de alcaparras

    Um vidro de alcaparras, bem espremidas, para retirar o excesso de sal.
    Manteiga para refogar, um fio de azeite, para a manteiga não queimar, meio limão para acentuar o sabor da alcaparra. Pronto!

    Molho de tomates, com camarões, ou sem eles!

    Enfim, seja criativo e invente os molhos que gostar...molho rose, molhos de salsa, molho de maracujá.
    Reuna os amigos e conte suas mentiras!